terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Resumo da Felicidade


Então aquilo não era um sonho. Estava mesmo sob aquela luz pálida de um dia que nasce. A pouca claridade se filtrava pelas frestas da janela e ela suspirava, tentando assimilar a grandiosidade de tudo o que se passara.

Sua vida seria outra dali para frente. Teria outro sentido. Ela se recostou melhor nos travesseiros e sorriu. Tranquilamente. Esperando por respostas que passaria a vida para tentar encontrar. Antecipando o sabor de cada descoberta. O futuro lhe sorria, misterioso, imprevisível, inabalável. Ela não tinha medo.

Queria acertar. Desejava poder fazer tudo certo e aproveitar cada um dos dias que se descortinavam à sua frente, como as promessas de uma manhã ensolarada, sem nuvens ou perturbações.

Seria o melhor que pudesse. Sensata, corajosa, amorosa, criativa, brava, carinhosa, responsável. Erraria querendo acertar, acertaria quando achasse que estava errada. Teria hábitos saudáveis, mudaria o mundo, faria greve de fome, de sono e de compra de sapatos. Viraria o rosto se passasse por uma vitrine em liquidação. Faria mil coisas ao mesmo tempo. E não se cansaria de tentar, de repetir e de viver.

Virou o rosto para o lado. Viu os primeiros raios de sol do dia, iluminando aquele pequeno ser de respiração acelerada, de olhos fechados e boca entreaberta, imerso num sono tão tranquilo, que só poderia ser o resumo da própria felicidade.



Para quem gostou do assunto, vale dar uma olhada em algumas reflexões sobre a maternidade e também na maneira como aprendi a diferença entre agradecer e se sentir grato.


Beijinhos

6 comentários:

J Araújo disse...

A felicidade são momentos que passa por nós.

Bj

Michele disse...

Fiquei com os olhos brilhando. Ser mãe é maravilhoso.
Um doce texto. Beijo

Mih

André disse...

depois de ler esse texto dá pra imaginar o pq da IsA sonhar tanto com as crianças =D

Fernanda Gonçalves disse...

Mih. Realmente, ser mãe é uma viagem incrível. Beijo

André: Agora está tudo explicado, né. Isso porque ela ainda não tem nenhuma criança. Vai ver só quando tiver. rs
Beijo

Vanessa Souza Moraes disse...

Fico a pensar o que seria o tal resumo da felicidade, como se ela pudesse ser assim, reduzida.

Fernanda Gonçalves disse...

Talvez ajude o fato de nos lembrarmos que uma pessoa não é feliz o tempo todo, como nas histórias de "happily ever after". Temos, isso sim, vários momentos felizes ao longo da vida. Se em um dado momento algo nos faz muito feliz, acredito que poderia ser, naquele instante, o tal resumo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...