quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Alguns seres imaginários, de onde vêm e para que servem.


Quem nunca ouviu uma história envolvendo lendas e seres folclóricos quando criança que levante a mão. Alguém? Ninguém? Ótimo.

Quem aqui se lembra de já ter sido apresentado a lendas totalmente descabidas para explicar coisas que os adultos não conseguem, não podem ou simplesmente têm vergonha de elucidar?

As lendas estão presentes em todas as culturas conhecidas. Elas são a mistura de fantasia e realidade e têm a característica da tradição oral. Sabem aquela história de quem conta um conto aumenta um ponto? É por aí mesmo. As pessoas usam fatos históricos ou acontecimentos reais para dar suporte às suas histórias e elas vão sendo transmitidas.

No geral, as crianças são apresentadas a muitas lendas e contos. Algumas dessas histórias servem para incutir valores, explicar fenômenos ou simplesmente distrair os pimpolhos.

Vamos a uma lista que inclui seres lendários e personagens de contos já conhecidos e alguns que vocês terão o prazer de conhecer (esses são invenções nossas aqui em casa)

1- Papai Noel. Vindo diretamente do Pólo Norte, o Bom Velhinho trabalha o ano todo incessantemente, para levar presentinhos a todas as crianças. Serve como argumento e moeda de troca para o bom comportamento das crianças durante o ano.

2- Coelhinho da Páscoa. Outro ícone estimulante de bom comportamento, o Coelhinho da Páscoa é bastante utilizado pelo comércio. Difícil explicar a mistura de coelhos e ovos, mas já que é lenda... Não se sabe de onde ele vem, nem pra onde vai. Dizem que o coelho é símbolo da fertilidade (pudera), mas não creio que seja esse o intuito dos ovos.

3- Cinderela. Personagem principal de um conto mais antigo que o guaraná de rolha, a Cinderela é o ícone da sofredora. Pobre coitada, às voltas com vassouras e sujeira, tendo que aturar as irmãs e a madrasta. O que me espanta é o fato de ela ainda ser obediente à fada madrinha. Imagina se depois de tanta ralação eu ia querer ir para um baile e voltar antes da meia noite? Ah não. Precisaríamos discutir isso aí melhor. Acho que a história da Cinderela serve para mostrar que divórcios e madrastas são coisa do cão.

4- Cuca. Dos recôndidos do Sítio do Pica-pau Amarelo para o mundo, a Cuca me matava de medo. Eu podia ouvir a sua voz nos meus sonhos. Acredito que ela servia para antagonizar as histórias do Sítio, dar um tempero e pra atemorizar as crianças mesmo.

5- Lobo Mau. O Ferrado preferido dos contos infantis. Ele nunca se dá bem. Em qualquer versão da Chapeuzinho Vermelho o Lobo só se ferra. Ou morre, ou tem a barriga cortada, ou as duas coisas. Na história dos três porquinhos, ele fica tostado. Coitado. O melhor Lobo Mau que eu conheço é o da Chapeuzinho Amarelo, do Chico Buarque de Holanda: "um lobo que nunca se via, que morava lá pra longe, do outro lado da montanha, num buraco da Alemanha, cheio de teia de aranha, numa terra tão estranha, que vai ver que o tal do lobo nem existia". O lobo do Chico é o máximo. Ficou estressadíssimo quando viu que a Chapeuzinho não tinha medo dele. Os outros lobos servem pra dizer que quem é mau se ferra. O do Chico serve pra fazer uma sátira maravilhosa.

6- Fada do dente. Sabe Deus de onde ela vem, mas acho que deve ser da casa do último banguela de plantão. Serve para ajudar as crianças a tolerarem a perda dos dentinhos com mais serenidade. Dizem que ela deixa uma moeda debaixo do travesseiro, em troca do dentinho que se foi. No caso, ela saca a moeda da minha conta e coloca lá. Pense numa fada mala.

7- O Duende do mamá. Inventado aqui em casa, o Duende do mamá tem a finalidade de fazer as crianças deixarem a mamadeira sem choro. Trata-se de um duende velhinho e dentuço que, de tanto mamar ficou feio. Então ele resolveu que daria um copo bem bonito para as crianças que deixassem de usar a mamadeira. Gente. Eu juro que funcionou.

8- A Bela Adormecida. Essa eu estou colocando nem sei porquê. Acho que a Bela Adormecida não tem função nenhuma. Todos os talentos que ela tem foram dados por fadas - ou seja, ela não teve que ralar para conseguir nada. Nem o Príncipe Encantado! Tudo vem de mão beijada pra Aurora. Não gosto dela. Que me perdoem os fãs, mas uma mulher que dorme 100 anos, pra mim, não tem valor nenhum.

9- O Velho do Saco. Quem nunca ouviu falar no velho do saco? Aquele que pega as crianças. Bem, aqui em casa, ele tem uma função! Ele vive na escada de incêndio do prédio (único lugar que não tem câmera) e pega as crianças e - pasmem - raspa o cabelo pra fazer pincel. Com essa ninguém brinca onde não deve! Claro que tem uma observação: ele se pela de medo de mim. Então, quando é necessário e quando estiver com a mamãe e o papai, o Velho do Saco não vem.

10 - A Bela (de a Bela e a Fera). Esse ítem é só pra dizer que sou fãzoca dela. Corajosa, culta e nada convencional, a Bela conseguiu ir além dos preconceitos e enxergar a beleza até mesmo em uma criatura estranha. Sem contar que ela é linda e gosta muito de ler. Pra que serve? Sei lá! Só sei que eu gosto.

Beijinhos

6 comentários:

Leandro Lawall disse...

O velho do saco é o clássico do terrorismo infantil

M. Sueli Gallacci disse...

rsrsrs gostei muito desse post, e estou aqui rindo à beça por causa do velho do saco. Aonde vc foi desencavar essa história??? Isso é tão antigo, eu morria de medo dele, do velho, quando era criança. Mas ao mesmo tempo, morria de curiosidade de dar só uma espiadinha nele... rsrs

Mas que maldade que faziam com as crianças! Eu tbm andei contei umas histórinhas escrabosas para os meus pimpolhos rsrs, mas qual mãe da minha geração nunca fez isso?

Adorei!!!

Bjo Gde!

Michele disse...

Ah! A Cuca. Ela fazia com que minha irmã e eu diminuíssemos o tom da voz e parássemos de brigar..rs (habilidades da minha mãe)

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Chorei tanto quando descobri que Papai Noel não existia... isso faz um bom tempo, foi uma amiguinha do colégio que desfez o Bom Velhinho em dois tempos...ahahaha.

Beijo, Fernanda.

Rebeca

-

André disse...

Boa seleção Fê! interessante esse duende do mamá!!! nunca pensaria nisso [e o melhor 100% funcional, já vem testado hahaha], ei, me conta o que você fez para o pobre velhinho do saco pra ele morrer de medo de você??? kkk

Fernanda Gonçalves disse...

Ei gentem. Obrigada pelos comentários.

@Lawall: realmente, o velho do saco é tão clássico que aparece até no Chaves. Lembra?

@Su: Essa do velho do saco leva os créditos do meu marido. Eu chorei de rir quando finalmente descobri que o malfadado velho tinha uma função. hahah.

@Mih: realmente a Cuca era de deixar a gente debaixo das cobertas né. Sua mãe deve ter um monte de histórias pra contar. rs

@Rebeca: Eu também fiquei piradinha quando descobri que o bom velhinho era inventado.

@André: Pode usar a ideia do duende do mamá quando precisar. Não vou exigir copyright não. hahaha. Quanto ao velho do saco, eu decidi que ele morre de medo de mim. Mas um dia, faltou a luz aqui no prédio e meu marido, não confiando nas minhas habilidades de convencimento, passou uma bronca no velho. Tinha que ver a cena dele gritando nas escadas do prédio, espantando o velho do saco. Foi hilário.

Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...